VIVALDO STAUT

Método World Innovators (WI)
Sucesso e emoções - Inteligência emocional
Foto de Tengyart em Unsplash

Se preferir, clique no vídeo abaixo que eu leio “INTELIGÊNCIA EMOCIONAL” para você.

vpost26-Sucesso-e-emoções-Inteligência-emocional

Olá! No primeiro artigo de nossa Jornada para o Sucesso nós discutimos sobre os conceitos de sucesso e de fracasso. No segundo artigo falamos sobre a importância da comunicação. Neste episódio vamos dar mais um passo na Jornada do Sucesso: falemos sobre Inteligência Emocional.

pelo Psicanalista Marcos Silveira

O FAMOSO Q.I.

Durante muito tempo, a inteligência das pessoas foi avaliada pela capacidade de raciocínio lógico, que era determinado através do famoso “teste de QI”, ou o chamado Quociente de Inteligência. Este teste mede o desempenho cognitivo de um indivíduo comparando com o de pessoas do mesmo grupo etário.

Recentemente, porém, a psicologia e a psicossociologia têm se debruçado sobre um tipo de inteligência que consideram como mais efetiva ou até mais importante do que o QI: o chamado Q.E., ou Quociente Emocional.

Com a difusão dos computadores e da internet, entende-se que o conhecimento técnico e científico se disseminou, estando à disposição de qualquer pessoa. Portanto, questões difíceis de serem resolvidas, até então reservadas para cérebros privilegiados, passaram a estar ao alcance de todos. Neste sentido, o Quociente Intelectual deixou de ser o preponderante.

A visão mecanicista do ambiente de trabalho deu lugar à visão sistêmica, onde as interações entre as pessoas são mais importantes do que as funções que estas exercem. Sendo assim, a Inteligência Emocional passou a ser de fundamental importância nos ambientes de trabalho.

GOLEMAN E A INTELIGÊNCIA EMOCIONAL

Daniel Goleman, psicólogo norte-americano, em seu livro “Inteligência Emocional”, caracteriza-a como sendo a “capacidade de identificar os nossos próprios sentimentos e os dos outros, de nos motivarmos e de gerir bem as emoções dentro de nós e nos nossos relacionamentos.”

Segundo ele, a Inteligência Emocional pode ser categorizada em cinco habilidades ou capacidades:

  1. Autoconhecimento Emocional: capacidade de reconhecer as próprias emoções e sentimentos quando ocorrem;
  2. Controle Emocional: capacidade de lidar com os próprios sentimentos, adequando-os a cada situação vivida;
  3. Automotivação: capacidade de dirigir as emoções a serviço de um objetivo ou realização pessoal;
  4. Reconhecimento de emoções em outras pessoas: saber reconhecer emoções no outro e empatia de sentimentos; e
  5. Habilidade em relacionamentos interpessoais: capacidade de interação com outros indivíduos utilizando competências sociais.

HABILIDADES INTRA E INTERPESSOAIS DA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL

Goleman nos explica que as três primeiras são habilidades intrapessoais e as duas últimas, interpessoais. As habilidades INTERpessoais são aquelas onde conseguimos entender outras pessoas: o que as motiva, como trabalham, e como trabalhar cooperativamente com elas.

Ele subdivide as habilidades interpessoais em:

  • Organização de Grupos: habilidade essencial da liderança, que envolve iniciativa e coordenação de esforços de um grupo, bem como a habilidade de obter do grupo o reconhecimento da liderança e uma cooperação espontânea;
  • Negociação de Soluções: característica do mediador, prevenindo e resolvendo conflitos;
  • Empatia: é a capacidade de, ao identificar e compreender os desejos e sentimentos dos indivíduos, reagir adequadamente de forma a canalizá-los ao interesse comum;
  • Sensibilidade Social: é a capacidade de detectar e identificar sentimentos e motivos das pessoas.

Já as habilidades INTRApessoais são as mesmas que as interpessoais, porém voltadas ao autoconhecimento: é a capacidade de formar um modelo verdadeiro e preciso de si mesmo e usá-lo de forma efetiva e construtiva. Portanto podemos dizer que se resumem a auto-organização, resolução de conflitos internos, auto empatia e auto sensibilidade.

A TEORIA DAS INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS DE GARDNER

Outro teórico, o psicólogo cognitivo norte-americano Howard Gardner, também discordava que a inteligência se restringia àquela vinculada ao QI. Influenciado pelo psicólogo e biólogo suíço Jean Piaget, Gardner apresentou ao mundo em 1983 a Teoria das inteligências Múltiplas no livro Frames of Mind. Na obra, o autor, além de incluir o QI, foi mais adiante do que Goleman, abrangendo e expandindo seus conceitos. Ele inicialmente contextualizou sete tipos de inteligência, todas importantes e entrelaçando-se entre si para formar a múltipla inteligência do ser humano. São elas:

  1. Lógico-matemática: é a capacidade de realizar operações numéricas e de fazer deduções, fortemente encontrada nos cientistas, economistas, acadêmicos, engenheiros e matemáticos. É a capacidade à qual se refere o teste de QI;
  2. Linguística: é a habilidade de aprender idiomas e de usar a fala, a escrita e a comunicação gestual para atingir objetivos. Os escritores, poetas, jornalistas e políticos são exemplos onde a inteligência linguística é mais aprimorada;
  3. Espacial: é a disposição para reconhecer e manipular situações que envolvam apreensões visuais. Pintores, designers, fotógrafos, publicitários, arquitetos e todos profissionais que têm a criatividade como ferramenta de trabalho apresentam fortes traços desta inteligência;
  4. Físico-cinestésica: é o potencial para usar o corpo com o fim de resolver problemas, fabricar produtos, manipular ferramentas e expressar emoções. Vemos esta inteligência de forma predominante em dançarinos, atores, atletas e até mesmo cirurgiões e artistas plásticos;
  5. Musical: é a aptidão para tocar, apreciar e compor padrões musicais, obviamente mais tangível nos músicos, maestros, compositores;
  6. Interpessoal; e
  7. Intrapessoal: estas suas últimas são basicamente as mesmas definidas por Goleman.

A EVOLUÇÃO DO MODELO DE GARDNER

Mais tarde, em 1995, Gardner acrescentou à lista mais duas inteligências:

8. Natural ou Naturalista: é a capacidade de detectar, diferenciar e categorizar assuntos pertinentes aos animais, vegetais, fenômenos climáticos e naturais garante a sobrevivência humana e de outras espécies. Botânicos, biólogos, naturalistas e climatologistas tem esta capacidade mais desenvolvida;

9. Existencial: Habilidade de refletir sobre questões fundamentais da vida humana. Reúnem os filósofos e pensadores.

Ao mesmo tempo, sugeriu o agrupamento da Inteligência Interpessoal e da Intrapessoal em uma só, de modo que, ao final, ficamos com sua teoria da OITO Inteligências Múltiplas.

É PRECISO DAR ADEUS AO MODELO ANTIGO

Howard Gardner causou furor com a sua descoberta. Ele declarou que é difícil crer que existam pessoas que, ainda hoje, limitem a mente humana em um único tipo de inteligência, aquela do QI. Afirma, ainda, que as escolas continuam a preparar os alunos como se estivéssemos nos séculos 19 ou 20. É preciso entender que todos nós possuímos várias habilidades, sendo que algumas se sobressaem e podem indicar qual profissão deveríamos seguir ou aquelas nas quais seríamos mais competentes e efetivos.

VOCÊ É COMPETENTE!

Gardner tirou a venda e os rótulos que os educadores e empregadores tradicionais colocaram nas pessoas. Cada um de nós é competente em alguns aspectos específicos. Basta que consigamos enxergar com clareza onde poderemos dar o nosso melhor e sermos bem-sucedidos. Aí a chance de nos tornarmos pessoas e profissionais mais realizados será muito grande, dando passos cada vez mais largos na Jornada para o Sucesso!

Bom, é isso por hoje. No próximo artigo teremos nossa tão almejada conclusão, onde vamos explorar os elementos finais que nos conduzem na Jornada para o Sucesso!

Um grande abraço!

Fonte e mais Info: Este conteúdo foi escrito pelo Psicanalista Marcos Silveira. Conheça mais sobre o autor e seu propósito neste link. Veja dicas de como descobrir o seu propósito neste post. Assine nosso canal no Youtube e veja muitos outros “vposts” como este. Vídeos novos todas as quintas.


Participe do treinamento World Innovators (WI) OnLine

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: